Tecnologia do Blogger.
PARA A LEITURA DAS POSTAGENS INTEIRAS, CLIQUE NO TITULO

terça-feira, 15 de dezembro de 2015

ATENÇÃO AQUI AGORA! SIM, AGORA MESMO! VOCÊ QUE ACABOU DE ACESSAR.

Se você nesse momento tá lendo essa postagem pode ter certeza que você é a única pessoa que fez isso. Você é o escolhido, rs', Partindo do princípio de que nada é apenas uma mera coincidência, algo o trouxe aqui, sabe-se lá porquê.

Esse blog tá abandonado a anos, amigo, ou amiga, não sei seu sexo.
Eu hoje com 22 anos reencontrei a mim mesmo com 16, pois era com essa idade que eu o escrevia.
Nessa época eu queria ser músico, conquistar o mundo, me achava especial, achava que tudo era possível, que o mundo era um play-ground onde eu podia me divertir, ouvir música, escrever e sonhar.
Percebi que eu era meio idiota. rs. Mas como não o ser na adolescência, não é verdade?
Mas era livre, um sonhador.
Hoje fui aprovado num concurso da guarda municipal, coisa que eu odeio e, nunca na minha vida, me senti tão preso a uma escolha.
Por isso me mato estudando todos os dias mais de 6 horas para o cargo de auxiliar administrativo, pra poder me ver livre da guarda municipal. É a de Parauapebas.
Tava estudando informática agora, estudando as ferramentas do internet explorer, decidi digitar meu nome no google e o nome do meu antigo blog, fui lendo as postagens, entrei na conta, vi um rascunho que eu não havia publicado, e pronto. Senti meu passado me abraçando e notei que tudo o que eu era e pensava meio que se perdeu, isso é meio triste, mas o tempo traz consigo algumas mudanças inevitáveis.
Mas enfim, não sei porque tô escrevendo isso agora. Talvez seja um desabafo comigo mesmo, mas quem sabe o que uma simples postagem pode providenciar.
Joguei a semente da postagem, que o universo se responsabilize e decida se esse bater de asas de uma borboleta ocasiona um tufão.

Quem sabe o que pode ser?

Quem sabe você me responda, passamos a nos falar, viramos amigos, viajamos pra França, e eu acabo salvando sua vida ou você a minha?
Por favor, comente algo aqui.

Read more...

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

"A MÚSICA PELA MÚSICA", OS 20 ANOS DO LENDÁRIO NEVERMIND.

Como todos sabem o álbum Nevermind do Nirvana completou 20 anos nesse dia 24 de setembro, porém minha intenção ao escrever esse post não é homenageá-lo citando seu legado e suas condecorações, já que outros blogueiros, jornalistas, colunistas e até a tia Joana que vende Tacacá ali na esquina, já o fizeram por mim. Quero apenas dizer o porquê de ouvir esse álbum sem fincá-lo qualquer status como quantas cópias foram vendidas, a posição na lista da Billboard, Rolling Stones, quantos discos de platina ou de ouro ele conseguiu e etc. Meu objetivo é discutir, unicamente, a “música pela música” sem a intromissão da mídia ou mercado, afinal somos mais roqueiros do que consumidores, mais autênticos do que alienados. Bom, é o que eu espero.
                Pois bem, comecemos logo porque já estamos quase um mês atrasados, levando em conta a data do aniversário.
                Um dos motivos para se ouvir o disco, é que não é um típico álbum igual a Jesus Cristo, que em certas faixas morre e ressuscita umas três depois. Ele consegue manter a mesma intensidade que flui naturalmente de uma canção à outra, mesmo que uma seja calma e outra tão barulhenta quanto à de uma banda de garagem.  Lembro também que o Nevermind possui logo nas três primeiras faixas “Smells Like Teen Spirit”, “In Bloom” e “Come As You Are”, ou seja, ele já começa com potência máxima. No entanto, se você for menina, ao contrário do seu namorado, o CD consegue manter a mesma intensidade e potência até o final, pois a musicalidade não decai de forma alguma. Ela permanece viva no restante do disco, com riffs e musicas marcantes que se tornaram clássicos do Nirvana, como “Lithium”, “Polly” e “Territorial Pissings”, que é a música mais suja e barulhenta do disco.         
                Então para o modelo moderno de adolescente que não tem o costume de baixar o CD inteiro, e sim alguns singles, o Nevermind é um álbum perfeito para “quebrar esse gelo”, que muitos desses jovens até querem, porém não encontram um álbum à altura de satisfazer esse desejo. O CD se mostra como uma ótima solução contra essa tendência, influenciada por uma sociedade cada vez mais imediatista, que explora e lucra só com um fragmento de um pacote maior, que só um disco inteiro oferece.
                Outra razão para ouvi-lo, é por possuir logo como a faixa intro, “Smells Like Teen Spirit”, que é como comer o pedaço mais gostoso da pizza logo na primeira bocada. Sem dúvidas a música é uma daquelas obras primas musicais que só aparecem uma vez a cada 50 anos. É incrível a energia que ela possui, consegue fazer pirar qualquer um em qualquer lugar. Não é a toa que muitas bandas apelam para ela em seus “set list’s” para deixar a platéia no “ponto” ou quando o público está quase dormindo. O efeito é imediato, tudo o que é visto são vários corpos ensandecidos movidos pela energia do hino do “grounge” e com certeza algum pateta tentando se jogar em cima de todos e se quebrando no chão logo após. É, sem dúvidas, uma das melhores músicas para ser levado ao êxtase. Não interessa onde você esteja ou o que esteja fazendo, andando de skate, no seu quarto com o amplificador no máximo, dando uma de Kurt no banheiro ou escolhendo batata no supermercado pra sua mãe, você vai pirar ouvindo “Smells Like Teen Spirit.”
                Outro motivo é a importância simbólica do álbum já que provocou uma mudança no cenário musical dos anos 90, que até então estava impregnado por Michael Jackson, Guns N’ Roses e vários outros roqueiros de calças apertadas de couro, cujo seus espetáculos residiam mais em suas aparências do que em suas qualidades como músicos. Foi um CD revolucionário de sua época, representava o grito da juventude com o descontentamento do inicio dos anos 90. Nevermind foi um disco de rock independente, do terreno underground, vindo dos becos da música para tomar o mundo. Não foi propriamente ele que foi ao mainstream, o mainstream foi a ele fazendo com que o underground, pela primeira vez, fosse tocado nas emissoras de rádio mais ouvidas, virasse estilo de roupa e adentrasse o centro da música. Enfim, o underground virou moda.
                Que cessem minhas divagações porque já estão me enjoando e, tenho certeza que, a você também. O álbum Nevermind da banda Nirvana é, certamente, o álbum mais impactante, desde que foi criado até os dias de hoje, que sofrem da carência de uma banda que “balance as estruturas”, como foi o Nirvana. É um álbum de “grounge” um tanto quanto polido, com uma perceptível e alta dose de genialidade, que traz o grito jovem de rebeldia na voz um tanto rouca, obscura e ao mesmo tempo meiga de Kurt Cobain. É impossível de não gostar.
                Escute agora se possível, pois a vida é incerta e você pode morrer amanhã. E se você que lê esse post nunca ouviu um álbum inteiro, faça-se privilegiado de ouvir esse tal de Nevermind, porque se ele for o seu primeiro álbum inteiro enfim escutado, provavelmente ele será mais importante na sua vida do que foi sua primeira namorada.

Read more...

sexta-feira, 11 de março de 2011

CARNAVAL, O QUE HÁ DE BOM? E DE RUIM O QUE É QUE HÁ?



Quem não gosta de carnaval?! Muita gente com certeza! Meu pai é um dos que não gostam, mas é compreensível.
Tudo bem que nem todo mundo gosta de ficar pulando no meio da rua, todo sujo e suado, levando suvacada na cara, seguindo um bloco, às vezes no sol quente e ouvindo, na maioria das vezes, umas marchinhas, que na minha opinião são putas de escrotas. Também, é quase impossível uma cançãozinha dessas repetitivas com letras que são... tipo, sem comentários, serem agradáveis aos ouvidos! 
Olhe abaixo essas duas marchinhas e aprecie a estrutura culta e filosófica delas.



Bloco da Pipoca
Quero ver você
Pu-pu-pu-pu-pu-pu pular
Quero ver você
Pu-pu-pu-pu-pu-pu pular
Feito pipoca que não pára piruá
Quero ver também
Botar o sal prá temperar
E rodar, e rodar...
Não parar mais de pular

A Banca do Guarda
Um guarda me falou, zum, zum,
Um guarda me falou, zum, zum,
Um guarda me falou, zum, zum,
Que na falta de preso
Passa a mão em qualquer um.
Um guarda me falou, zum, zum,
Um guarda me falou, zum, zum,
Um guarda me falou, zum, zum,
Que na falta de preso
Passa a mão em qualquer um.
Deixa isso pra lá seu
Guarda! Não faça isso!
Sou do samba rasgado
E o senhor sabe disso.
Vê se mora no assunto
Ou então na jogada,
Que eu não sou de briga,
Eu sou é da batucada.



Tudo bem que as marchinhas fazem parte da cultura do povo brasileiro e que são divertidas até certo ponto, é claro, exceto quando você tenta dormir, mas é forçado a ouvi-las, no entanto você ha de concordar comigo quando digo que são horríveis.
Mas deixando de lado essas marchinhas, vamos aos pontos positivos do carnaval.
Em primeiro lugar, com certeza, o legal do carnaval está no excesso de mulheres bonitas, no termo exato das palavras, gostosas. Pra onde você olha tem um corpo feminino bem talhado, esculpido por anjos, no sentido exato das palavras, pra onde você olha tem uma mulher gostosa (pronto, ficou menos gay). E quem é o ser humano, que se diz macho, em pleno estado de saúde mental que não gosta de mulher bonita. Seja professor, aluno, faxineiro, agente do FBI, palhaço temporário em festinhas de aniversário e o próprio presidente dos Estados Unidos. Se for homem, gosta de mulher gostosa.
Em segundo lugar, o feriado. Nada melhor que uns dias de descanso pra pescar, nadar, viajar, talvez pular marchinhas ou simplesmente não fazer nada.  Aliais, acho que a melhor coisa que eu faço é exatamente não fazer nada e a pior sem dúvidas é escrever sobre carnaval.
Em terceiro lugar, no caso de você ser pobre como eu, é que você consegue umas e outras camisetas de blocos. Pior que tem umas que são até bonitinhas. Lembro que ano retrasado em peguei uma do peixe frito com açaí. Velho, eu adorava ela! Infelizmente minha mãe a transformou em pano de chão e hoje em dia, sabe-se lá se ainda existe em algum canto desse mundo.
Gostaria de brincar nessa parte avacalhando com o carnaval, mas infelizmente, o ponto negativo do carnaval, não é nenhum pouco engraçado.
Primeiro ponto negativo, muitas pessoas adquirem as famosas DST (Doenças Sexualmente Transmisiveis). Como tudo é festa e diversão, vamos esquecer da gente, da nossa saúde, vamos cair na folia, beber todas, transar com o primeiro que aparecer na frente. Esse é o pensamento de alguns, infelizmente, e ai as conseqüências todos já sabem, né? Babau!
Segundo ponto negativo. Como dizia Renato Russo, na sua música “Perfeição”: “Vamos comemorar como idiotas a cada fevereiro e feriado, todos os mortos nas estradas, os mortos por falta de hospitais...” Já não preciso dizer nada... mas como não tenho nada pra fazer em casa, se não escrever, pois bem, é de conhecimento geral que o trânsito em época de carnaval é horrível, e que o número de bêbados é altíssimo também. Então, some um bêbado + um carro, e descubra o resultado. Na certa não vai dar dois, pois dois é positivo, dará um resultado muito negativo, com certeza. Agora multiplique os bêbados e os carros por 700 mil. Já viu né!?
Terceiro ponto negativo. Deveria parar no segundo, mas quero igualar as coisas, três pontos positivos e três negativos, que seja. O terceiro é o pior pra mim, sem dúvidas, pois o que é a morte e uma doença sexual perto da aterrorizante solidão?! Considerando que tem gente que procura suicídio e tem doido que faz sexo sem camisinha e nem se importa em pegar AIDS, a solidão que eu passo em casa no carnaval parece também um problema sério. O fato é que minha mãe sai, pra curtir o carnaval, todo mundo sai e eu... bom, eu....me torno simplesmente o nome do meu blog: Douglas Castilho, eu e meu eu. É chato ficar sozinho galera, principalmente quando você liga a televisão e se depara com a globeleza nua dançando ao som do “Na tela da TV no meio desse povo, agente vai se ver na Globo!”
Beleza, esses são os pontos negativos e positivos do carnaval. O carnaval não é ruim, mas também não é o que se pode chamar de maravilhoso, como tudo o que pertence ao terreno desde que o mundo passou a se chamar mundo, tem suas qualidades e seus defeitos, afinal poucas coisas são tão terrenas quanto o carnaval. Eu sei que o carnaval causa muitas mortes e etc... mais pouca coisa me deixa tão feliz quanto ver um sorriso colossal desenhado na face da minha mãe depois de meses e meses de trabalho, imagina quantos filhos também não sentem o mesmo. É por esse motivo, pela felicidade de minha mãe e dos brasileiros que digo o que irei dizer, mesmo sem muita convicção no que propriamente digo. Viva o carnaval!

Read more...

ANJO


Traga-me a tarde, oh céu!
E deixe-me tragar do teu vinho de flor.
Beber no cálice de meus olhos
O tenro deleite da beleza esplendor.

Traga-me as nuvens, oh céu!
Em uma cesta de flores do campo.
O algodão solvido na tua pele,
Linda e alva como as asas de um anjo.

E traz tua noite, oh céu!
A candice, docilidade do véu teu,
Que tece em fios negros, lisa cachoeira,
Invólucro do paraíso que não é meu.

Read more...

segunda-feira, 7 de março de 2011

YOU SHOOK ME ALL NIGTH LOOOOOOOONG.

"You Shook Me" é um blues escrito por Willie Dixon e JB Lenoir, ambos blues-mans, mas foi Earl Hooker quem a registrou pela primeira vez como um instrumental que foi, então, sobreposta com os vocais de Muddy Waters em 1962.
A banda inglesa Led Zeppelin no seu álbum de estréia "Led Zeppelin I(1969)" Regravou o blues a seu singular modo, substituindo o louvável e grave vocal de Muddy pelo estendido e único vocal de Robert Plant juntamente a viva e intença guitarra de Jimmy Page a qual em determinada ocasião da canção trava um duelo com a voz de Plant. Um blues puro com arôma de fumaça de cigarro e sabor de whisk.

(VERSÃO LED ZEPPELIN) 
 

You Shook Me

You know you shook me
You shook me all night long
You know you shook me, baby
You shook me all night long
You shook me so hard, baby
Baby, baby, please come home

I have a bird that whistles
And I have birds that sing
I have a bird that whistles
And I have birds that sing
I have a bird won't do nothing, oh
Oh, oh, buy a diamond ring

You know, you shook me, baby
You shook me all night long
I know you really, really did, baby
I said, you shook me, baby
You shook me all night long
You shook me so hard, baby

Você Me Sacudiu(tradução)

Você sabe que você me sacudiu
Você me sacudiu a noite toda
Você sabe que me sacudiu, baby
Você me sacudiu a noite toda
Você me sacudiu baby tão forte
Baby, baby, por favor venha pra casa

Eu tenho um pássaro que assobia
E tenho pássaros que cantam
Eu tenho um pássaro que assobia
E tenho pássaros que cantam
Eu tenho uma namorada, não irei fazer nada
Oh, compre um anel de diamantes

Eu disse que você me sacudiu, baby
Você me sacudiu a noite toda
Eu sei que voce sabe, sabe, baby
Que me sacudiu, baby
Você me sacudiu a noite toda
Você me sacudiu tão forte, baby
Você me sacudiu a noite toda


Read more...

sábado, 29 de janeiro de 2011

VILLA-LOBOS


Hoje acordei debaixo de uma árvore
Com o cantar de um passarinho
Eu o disse que era bom
Mas não era o que eu procurava

Então me pus a andar vasculhando o bosque
O som do vento, das folhas
Dos arbustos esvoaçando
Fui em busca do som perfeito

Sem grana, sem casa, sem nada
Fazendo abrigo no mundo
Fui do sudeste, fui pro centro,
Depois do norte pro nordeste

Com apenas um violão nas costas
Em busca do som perfeito
O som que se esconde por essa pátria
Esperando pra nascer de seus seios

Tocando nas noites nos bares
Pegando carona nas estradas
Vasculhando a melodia do mundo
Desde o nascer do sol até as madrugadas

Conheci o som da encruzilhada
Da mata em dia de chuva
Dos cais em despedidas
Do amor e a paixão

Fui aonde as paralelas se cruzam
Cruzar com gente boa
Fui pro nordeste estrelado
Visitar uma terra quente

Sou andarilho de tudo
Sem grana, casa ou carro
Um morador do mundo
Colhendo notas a cada passo

Separo tons e semi-tons
Dos sapos cururus e dos restantes
Toco canções nas noites de luar
Durmo sobre o estalo da fogueira

Uns me acham louco e irresponsável
Não sou nada mais que Lobos
Que como tartaruga qualquer
Leva a vida em suas costas

Ando sem rumo, sem destino
Com milhares de sons no bolso
Catando migalhas que levam ao tesouro
O som perfeito, que reluz mais que ouro.

(E você conseguiu
O curso de feiticeiro concluiu
Ao lobo que léguas andou
Um dia com seu som perfeito se eternizou )


 Dedicado a um dos maiores gênio brasileiros, que sem temor se aventurou pelo mundo seguindo sua natureza, a música.


Read more...

INVÓLUCRO LIBERTINO



Aonde repousas minha então deusa amada?
Diga-me se, ao acaso, é no sabor do vento,
Se é na doce eternidade cravejada
Ou no destino de apenas alguns momentos.

Diga-me, então, sem qualquer desperdício de tempo
Se é nos quilômetros de asfaltos e estradas,
No excesso de whisky e na alma inebriada.
Cesse as léguas rastejantes de meu lamento.

Ouço tua voz rasgante como nota de guitarra.
Sinto, então, teu calor em minha pele ardendo.
Fazendo o pássaro livre erguer-se com vontade.

E então o nó confuso se auto desamarra
Pois percebo que sempre esteve aqui dentro.
Dentro de mim, minha amada deusa liberdade.

Aquele que não é livre é preso e, portanto, infeliz. O que poucos sabem é que a verdadeira prisão de um homem é ele próprio. Liberte-se de si e siga sua natureza. Viva seu sonho, pois ele é sua essência, deixá-lo por medo ou qualquer outro fator, é deixar de ser você e ser mais uma reles engrenagem do sistema.

Read more...

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

HOMENAGEM AOS MEUS HERÓIS


O que achou do meu mural? É...foi eu mesmo que fiz. Quer dizer...mais ou menos, já que a imagem dessa guitarra já tava na internet. Peguei ela porque parece com a minha guitarra, mesmo modelo, o detalhe que as difere é esse avermelhado no centro do corpo da guitarra, na minha tá mais pra marrom. Mas as imagens e essa moldura de madeira foi eu. Espero que gostem.
A recepção do meu blog é, nada mais nada menos, feita por meus herois.

Bob Dylan
Lynyrd Skynyrd
Robert Plant
Um cowboy solitário simbolizando a liberdade
Machado de Assís
Renato Russo
The Rolling Stones
Jhon Lennon
ZZ Top
Robert Jhonson
Jimmy Page e Robert Plant
Cazuza
Album "Deuses Da Guitarra"
The Beatles

Hoje em dia eu tiraria uns, botaria outros. Mas o que vale é ter esse mural aí, olhá-lo e ter a consciencia que esses caras, com as imagens estampadas, moldaram um pouco do que eu sou hoje.

Read more...

BATALHA DE TITANS(da tv brasileira)


                O que dizer de um seriado mexicano produzido nos anos 70, o qual os protagonistas e seus amigos são na verdade adultos, alguns de idade bem avançada, tentando fazer papel de crianças?! Agora me diga: Quem?! Quem em pleno estado de sanidade perfeita daria crédito para um programa desses?! Embora a descrição acima esteja péssima, tenho certeza que você, se ligasse a TV, e tivesse a oportunidade de ler a sinopse desse seriado antes de vê-lo, mudaria de canal na hora.
                Pois bem, esse tal seriado fez tanto sucesso que ocasionou sua aconchegante instalação na TV brasileira a décadas, mais precisamente no canal 5 da SBT desde 1984. Emoldurou a infância e a juventude de milhões de brasileiros, como eu, deixando horas às tardes, certas vezes de manhã e até mesmo as noites mais prazerosas. Afinal, o que seria de nós e da TV sem o “Chaves” fincando suas garras de titânio em nossa história?
                E o mais incrível, é que apesar de termos visto cada um dos episódios de todas as temporadas umas 10 vezes, ainda temos toda a disposição do mundo para repetir a mesma rotineira dose. Vemos novamente aquele episódio que depois de tanta repetição, decoramos até as falas dos personagens. Entramos numa espécie de circulo vicioso incessante que não nos permite sair de modo algum.
                Quem não tem em sua mente o majestoso e peculiar choro do Chaves: “PIPIPIpipipipipipipipi....”, ou o choro penetrante da chiquinha:”HUÉ,HUÉ,huéhuéhuéhuéhué”, ou as aulas típicas de conhecimento geral do professor lingüiça...perdão, do professor Girafales, ou os tapas incontáveis da Dona Florinda no gentalha do Seu Madruga. Alias, que personagem fascinante esse Seu Madruga, poucos personagens da TV mundial estão a sua altura, afirmo com toda veemência que é meu preferido da série. Lembro de sua frase filosófica estampada na camisa do meu irmão mais velho:”Não existe trabalho difícil, o difícil é ter que trabalhar!” Um personagem altamente cômico com quesitos inigualáveis, que na minha opinião só perde em termos para o Homer Simpson.
                Embora “Chaves”, o seriado, seja um símbolo clássico da nossa TV, que ainda perdura aos olhos de muitos telespectadores (essa palavra não faz lembrar o Silvio Santos?) cheio de bordões inesquecíveis que estão na boca de qualquer um e episódios igualmente memoráveis, pela primeira vez nesses 17 anos que existo, vejo um outro seriado que, embora tenha um estilo diferente, porém atendendo a mesma essência do objetivo: o da comédia, lazer, distração; cause o mesmo efeito a aquele que o assiste: O efeito da repetição, o circulo vicioso incessante que nos faz ver o mesmo episódio 10 vezes. E qual outro seriado, estaria referindo-me eu, se não o xodó da Record, o preferido do canal 10? Qual se não o “Todo Mundo Odeia O Chris”?!
Devo confessar que são adversários a altura, equicomparam-se perfeitamente. O problema é que não são adversários do tipo Homem Aranha - Duende Verde, Super Homem - Lex Luthor, Brasil-Argentina, Deus-Diabo, Assolan -Esponja de louça; não! Ambos são ótimos, ambos proporcionaram e, por incrível que pareça, ainda proporcionam cada vez que os vemos, incessantes risadas.
Mas afinal, qual a suma das sumas? Qual o resto dos restos? Afinal, qual é melhor? O clássico mexicano sobre um menino esfomeado que mora num barril, ou o “contemporâneo” americano sobre um outro menino que vive na década de 80 no Brooklyn e tem seu 1 dólar roubado diariamente?

Read more...

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

UM CLÁSSICO DO TERROR DA SESSÃO DA TARDE

Quem nunca viu um daqueles filmes clássicos da sessão da tarde que nunca se apagam da memória?! Podem até ficar, um tanto quanto, embaçados, mas nada que uma pequena lembrancinha para desencadear o resto todo.
Recordo-me que quando pequeno, gostava muito de ver um filme que vivia repetindo nas tardes que eu passava assistindo a Rede Globo, um filme de terror sobre vampiros. Achava super maneiro!
Bom, acabei crescendo, quer dizer, envelhecendo. E já tinha esquecido por completo desse filme que era um clássico da sessão da tarde, no entanto, hoje numa plena tarde calorenta de domingo na casa de minha prima, ela pôs esse filme no DVD e me perguntou se já tinha visto. Eu disse que não, devido ao fato de ela só ter me amostrado o nome do filme: "Garotos Perdidos". O pensamento que se introduziu em minha mente a despeito desse nome foi: "Que porra é essa?!" Achei logo que fosse um desses filmes de drama que dois irmãos acabam se tornando orfãos e etc...Mas não, era justamente o filme de vampiros que eu adorava assistir quando criança.
Bom, assistí novamente o filme depois de muitos anos, e afirmo com toda veêmencia que ele incorpora um melhor estilo "vampiristico" do que os vampiros boiolas e purpurinados a luz do sol dos dias de hoje. Qualé?! Vampiros são monstros, são rebeldes, são sanguessugas impiedosos que matam por diversão! Afinal, que porra é essa de vampiro que estuda, se apaixona e aínda sai a luz do dia. Qualé, velho!
E o melhor ainda está por vir sobre esse filme, pois além de ser original ao verdadeiro conceito de vampiros, ele ainda tem uma trilha sonora do caralho! Só ouvindo a música tema "Cry Litler Sister" para se ter idéia do que eu tô falando. Sem contar que o vilão do filme é o mesmo ator que faz o Jack Bauer da série 24 horas, só que ainda bem novinho.
Tenho certeza que você se lembrará da música!

Tá aqui o link da música no youtube:
http://www.youtube.com/watch?v=InRw0Pm89eg

Read more...

10 FRASES FILOSÓFICAS DE HOMER SIMPSON


1-“Álcool...A causa e solução de todos os problemas.”

2-“Oh não, alienígenas espaciais!!!Não me coma, tenho mulher e três filhos...coma eles!!!”

3-“Tenho três filhos e nenhum dinheiro...por que não posso ter nenhum filho e três dinheiros??”

4-“O casamento é o caixão, os filhos são os pregos!!!”

5-“A TV me respeita. Ela ri comigo e não de mim.”

6-“Por que colocar meias se eu vou ter que tirá-las daqui a uma semana.”

7-“A fé remove montanhas... dinamite então nem se fala!”

8-“Preguiça é o ato de descansar, antes de estar cansado!”

9-“Não importa o quão bom você é em alguma coisa, existem mais ou menos 1 milhão de pessoas melhores q você fazendo a mesma coisa”

10-“O sonho acabou... mas ainda tem pão doce!”

Read more...

sábado, 15 de janeiro de 2011

PEDIDO DE VISITA A SIR MICK JAGGER


Sir Mick Jagger
É com prazer que escrevo-lhe com o objetivo de convencê-lo a visitar um lugar dotado de maravilhas e peculiaridades fascinantes, chamado Sideral. Infelizmente tal local não se faz presente na lista dos “1000 lugares para conhecer antes de morrer” contida no best-seller de Patrícia Schulz, todavia, ha de sentir-se fascinado por ele diante o decorrer da leitura.
Saiba que no Sideral existe um numero demasiado de moradores que agrega
m uma certa preocupação musical com seus próximos, e por isso ligam seus “mega-amplificadores” no máximo tocando diariamente 7 horas consecutivas de tecnobrega.
Há também atrativos como a inexistência de problemas com lixo, já que não há necessidade de jogá-lo na lixeira, bastando atirá-lo em qualquer ponto do chão, poupando tempo e trabalho.
Atrativos visuais como as habitações populacionais seguramente inspiradas em modelos naturais e na pureza dos elementos por intermédio de casas de tijolos sem reboco e goteiras no telhado. Além da tentativa incessante de se reproduzir lagos nas ruas por via de incontáveis e descomunais poças de lama.
Atrativos emocionais, já que o Sideral nunca fora monótono, pelo contrário, um lugar ótimo para quem procura aventura, adrenalina e perigo. Para um programa com tais adjetivos, basta andar com algo de valor na rua ou depois das 21 horas e certamente viverá o ápice da adrenalina com uma arma apontada para cabeça
Essas e outras razões que só podem ser vivenciadas com uma visita, Sir Mick Jagger, tornam o Sideral muito especial e cheio de atrativos. E se não foi listado como um dos “1000 lugares para se conhecer antes de morrer”, certamente, após a arma apontada para sua cabeça, será o ultimo lugar que você conhecerá antes de morrer.

Com muita estima, um morador do Sideral.

Read more...

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

OS 100 MAIORES GUITARRISTAS DE TODOS OS TEMPOS

Os 100 Maiores Guitarristas de Todos os Tempos! Segundo a Revista Rolling Stones:

1 Jimi Hendrix
2 Duane Allman
3 B.B. King
4 Eric Clapton
5 Robert Johnson
6 Chuck Berry
7 Stevie Ray Vaughan
8 Ry Cooder
9 Jimmy Page
10 Keith Richards

Read more...

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

TAIS GOTAS DE CHUVA(poesia)


Chovia forte
As gotas de chuva, o chão, atropelavam
Se chocando e formando crateras na água
Que em breves centésimos se deformavam

A chuva caía
Nas folhas do alto, se pondo a descer
Gotas escorrendo de folha sobre folha
Deslizando até a areia umedecer

Read more...

VERSOS CAROLINEOS(poesia)

INTRODUÇÃO
Me propus a, então ,falar sobre ti
Depois da caça a frases na mesa
Pois vi que miseras eram minhas palavras
Diante tua honorável grandeza

Já estava próximo a desistir
Por achar que nem mil de mim
Faria sequer um verso digno de ti
Mas por rebeldia decidi insistir

Não estava, ao certo, sem inspiração
Apenas achei que o que faria
Seria simplório e sem expressão
Perto do que realmente significas

Read more...

“Deus, porque eu tenho que gastar 2 horas do domingo na igreja ouvindo as diferentes maneiras que irei para o inferno?”


Homer Simpson

The Rolling Stones - (i can't get no) Satisfaction

Bob Dylan - Ballad Of A Thin Man

Lynyrd Skynyrd - Free Bird

ZZ Top - Gimme All Your Lovin'

LISTA DE VIDEOS

SE VOCÊ ACHAR ALGUN LANÇAMENTO, PODE CRÊR QUE É MILAGRE!

Led Zeppelin - Rock And Roll

Eric Clapton - Layla

Jimi Hendrix - Hey Joe

Led Zeppelin - Stairway To Heaven

The Rolling Stones - Angie

Bob Dylan - Like a Rolling Stone

The Allman Brothers Band - Statesboro Blues

Cursor

Free Liverpool Football Club Badge Alt Select MySpace Cursors at www.totallyfreecursors.com

  ©Template by Dicas Blogger.